G NewsTragédia

Brasil foi condenado internacionalmente a pagar reparações e indenização a famílias do Movimento 11 de Dezembro de SAJ

No dia 11 de dezembro de 2020 completaram 22 anos de uma tragédia que chocou a cidade de Santo Antônio de Jesus. A explosão da tenda de fogos que ceifou a vida de 64 pessoas.

Um momento de homenagem fúnebre foi realizado na última sexta-feira (11), no Bairro Irmã Dulce, onde residia maioria das pessoas que morreram na tragédia. A Juíza Dra. Renata, que atuou no processo como substituta tem dado apoio às famílias, include esteve no bairro.

Em entrevista ao Gigante da Notícia, ela contou que depois que deixou de atuar no processo passou a exercer um papel de cidadã e humanidade com a creche, associação e as pessoas envolvidas. “Abraçar a dor dessas pessoas e me solidarizar é uma forma de amenizar toda dor deles”, destacou.

Dona Madalena, que perdeu suas três filhas na tragédia, afirmou que a justiça é muito lenta, mas a luta continuará, pois nada supera a dor de ter perdido familiares tão especiais.

Manoel Missionário, que encabeçou a cerimônia e tem dado todo apoio ao movimento 11 de dezembro desde o início, também conversou com a nossa reportagem. Ele destacou que são 22 anos de história e luta, então foi decidido realizar um ato de agradecimento a Deus por ter dado a força para passar por tudo isso.

“Sempre tivemos a perseverança de que amanhã pode ser melhor do que hoje e estamos aqui celebrando esses 22 anos de luta e conquista”, informou.

Manoel contou que foi necessário encaminhar o processo para Comissão Interamericana de Direitos Humanas, que numa audiência condenou o Brasil a pagar todas as reparações e indenizações.

Gigante da Notícia

Vamos produzir seu Jingle Político?
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo