Informe Gospel

Pastora Ludmila Ferber morre, aos 56 anos, após luta contra o câncer

De acordo com o jornalista Luiz Gama, morreu, na tarde desta quarta-feira (26), a pastora, cantora e compositora gospel Ludmila Ferber. A artista, já há algum tempo, lutava contra um câncer no pulmão, com metástases no fígado e nos ossos. Segundo a publicação do comunicador, ela teria iniciado o quinto tratamento contra a doença em um hospital de São Paulo na semana passada.

Em Junho de 2021, Ludmila fez uma publicação informando que estava suspendendo o quarto tratamento por ineficácia. Ela afirmou que após dois ciclos desse tratamento, as células afetadas continuam avançando.

Na época, a cantora afirmou que não recebia a notícia com tristeza, mas com fé. Ela chegou a mencionar que o quinto tratamento seria iniciado em breve e que essa fase exigiria muitos cuidados. Ela citou um trecho de uma das suas músicas de maior sucesso: “Não desista, não pare de crer”.

A última publicação de Ludmila Ferber no seu perfil no Instagram foi feita há dois dias. “Quando tudo parece estranho ao redor, buscar tua face é preciso, Deus. Quando a gente não sabe o que está ocorrendo, buscar tua face é preciso, Deus. Quando a fúria dos ventos vem contra nós, e a vontade é sumir e calar a voz, é nessa hora que a gente precisa lutar e jamais desistir. Justamente agora é o momento de se humilhar e buscar a face de Deus“, escreveu.

SOBRE:

Ludmila Múrias Ferber foi uma cantora, compositora e multi-instrumentista brasileira de música cristã contemporânea. Ficou conhecida, inicialmente, como integrante do grupo Koinonya, do qual fez parte entre 1992 a 1999 ao lado de músicos como Bené Gomes, Kleber Lucas e Alda Célia.

Fonte: Portal T5 / Foto: Informe Gospel

Vamos produzir seu Jingle Político?
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo