Polícia

Polícia: Casa de casal que morreu de Covid-19 no mesmo dia é invadida e tem objetos furtados

A casa e a oficina de equipamentos automotivos do casal que morreu por Covid-19, no intervalo de 20 minutos entre um óbito e outro, foram invadidas e tiveram objetos furtados na madrugada desta quarta-feira (24), em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba.

Da casa, alguns aparelhos de TV foram levados. Já da oficina, foram furtados todos os objetos já instalados em um paredão de som.

As câmaras do sistema de segurança, que fazia o monitoramento da residência, também foram levadas. Além do furto, o espaço foi depredado.

“Fiquei sem saber o que fazer quando cheguei. Tava tudo quebrado, tudo bagunçado”, desabafou José Cartaxo, o pai de Carlos.

A delegada Cristiana Pires, que investiga o caso, acredita que quem cometeu o crime possui conhecimento técnico sobre os equipamentos e que a ação foi planejada.

“Foram materiais de valor econômico bem considerável. Pela forma com que forma manuseados os equipamentos, deixa claro que são pessoas que têm conhecimento técnico”, relatou a Cristiana.

A delegada pede que outros profissionais do mesmo segmento que atuam na região não comprem produtos semelhantes aos que foram furtados da oficina do casal.

Até 13h30 desta quarta, nenhum suspeito havia sido detido. A polícia segue com as investigações.

osé Carlos tinha 36 anos e Lívia Gonçalves tinha 35 anos. Eles eram empresários e morreram na segunda (22). O casal deixa duas filhas adolescentes.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado na terça-feira, o Sertão do estado tem a maior taxa de ocupação de leitos da UTI adulto para Covid-19, com 77% de leitos ocupados.

G1 Paraíba

Vamos produzir seu Jingle Político?
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo