EconomiaG News

SAJ: 497 postos de trabalho com carteira assinada foram criados em setembro

Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, criou 497 postos de trabalho de carteira assinada no mês de setembro, segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). O órgão registrou  também 288 desligamentos, fechando o mês com o saldo positivo de 209 vagas. Os dados do CAGED apontam que a maioria das vagas de emprego foi gerada do comércio (158), seguida da indústria (150), serviços (146), construção (141) e agropecuária (2) .No mês de agosto, houve 445 admissões e 291 desligamentos.

A Bahia gerou 16.923 postos de trabalho com carteira assinada em setembro de 2020, resultado que decorre da diferença entre 50.696 admissões e 33.773 desligamentos. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgados nesta quinta-feira (29) e sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

“Ainda que num contexto sanitário mundial atípico, da pandemia do Covid-19, o resultado é o melhor do ano e o maior saldo em setembro da última década na Bahia. O resultado comprova o papel do Governo do Estado como indutor do desenvolvimento econômico e social da Bahia, a partir de políticas públicas voltadas para a geração de emprego e renda para a população, intensificadas neste momento em que ainda enfrentamos a pandemia”, destaca o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro.

“Destaque para a Construção Civil, com 4.305 novos postos criados, setor impulsionado pelas obras públicas como a construção de hospitais, policlínicas, estradas, escolas, habitações populares, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, dentre outras”, avalia o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Predominam saldos positivos na série histórica do mês de setembro (2010-2020). O resultado ficou acima do verificado no mesmo mês do ano anterior, quando 4.565 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo. O resultado é, também, superior ao registrado no mês imediatamente anterior, quando 9.420 postos celetistas foram gerados.

Em setembro de 2020, o estado ocupou a segunda posição em relação à geração de posições celetistas dentre os estados nordestinos e a sexta dentre os estados brasileiros. No nono mês do ano, no Nordeste, todos os estados criaram posições de trabalho: Pernambuco (+21.801 postos), Bahia (+16.923 postos), Alagoas (+16.592 postos), Ceará (+12.681 postos), Maranhão (+5.020 postos), Rio Grande do Norte (+4.462 postos), Sergipe (+3.511 postos), Piauí (+2.476 postos) e Paraíba (+1.870 postos).

Acumulado do ano

No acumulado de janeiro a setembro de 2020, em função dos efeitos da pandemia, os resultados foram negativos no estado (-32.515 postos), na região nordestina (-98.789 postos) e no país (-558.597 postos). Exceto o segmento de Serviços domésticos (-1 posto), todos os outros setores geraram postos no mês de setembro de 2020: Construção (+4.305 postos), Indústria geral (+3.526 postos), Comércio (+3.350 postos), Informação, comunicação e outras atividades (+3.214 postos), Transporte, armazenagem e correio (+733 postos), Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+680 postos), Alojamento e alimentação (+626 postos), Administração pública (+304 postos) e Outros serviços (+186 postos).

Análise RMS e Interior

Avaliando-se os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos no estado, em setembro de 2020, constata-se ganho de emprego na RMS e no interior. De forma mais precisa, na RMS foram criados 7.511 postos de trabalho no nono mês do ano e no interior foram geradas 9.412 posições celetistas. Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2020, enfatiza-se o fechamento de postos de trabalho com carteira assinada na RMS (-25.808 postos) e no interior (-6.707 postos).

Infosaj
Vamos produzir seu Jingle Político?
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo