Polícia

Polícia prende acusados de torturar e matar cantor de arrocha em Muniz Ferreira

Um corpo foi encontrado dentro de um rio na cidade de Muniz Ferreira neste domingo (27), com marcas de pedradas e espancamento.

Em entrevista ao Gigante da Notícia, o delegado da 4ª Coorpin, Dr. Adilson Bezerra foi um crime que chocou a cidade e a região pela forma cruel como foi praticado, acrescentando que os acusados tentaram ocultar o cadáver.

Em pouco mais de 24h, após o crime, a Polícia Civil prendeu os autores, que eram uma mulher de 28 anos e mais duas pessoas de 25 e 29 anos, que não podem ter seus nomes revelados, mas confessaram o crime. Os três já foram presos por tráfico de drogas, por conta disso está sendo investigado se a vítima era usuário de drogas.

Segundo o delegado, Alex do Arrocha, como a vítima era conhecido, estava numa festa e ao sair do local foi surpreendido com os acusados do crime, que já tinham tudo planejado e começaram a espancar com socos, chutes, pontapés e pedras, o homem.

Alex tinha o sonho de se tornar cantor, inclusive pedia dinheiro às pessoas para conseguir gravar seu CD. Ele disse ainda que Alex tinha uma dívida no valor de R$ 250,00 e esse foi o motivo dos acusados terem cometido o crime.

A Polícia Civil está investigando o crime, cujo os autores irão responder por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Gigante da Notícia

Vamos produzir seu Jingle Político?
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo